Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

23 Fev, 2020

Book Store #418

twilight_pr

Paixão Proibida

Paixão Proibida.jpg

Autoria de Penelope Douglas.

No ano passado li este livro e relembro de novo o post aqui. Este será diferente, porque quero referir outras coisas e não vou falar tanto do plot em si. Será sem dúvida mais centrado na sua opinião. 

O facto de ter gostado tanto do livro fez-me querer comprá-lo ainda mais e lê-lo em português, em vez da sua língua original.  Assim sendo, comprei-o e foi o primeiro livro que li em 2020. O livro que me soube por muito em janeiro. Gosto do livro e não consigo dizer que não gosto especialmente porque, tive exatamente os mesmos sentimentos quando o li pela primeira vez, em relação à relação entre Jordan e Pike, o pai do ex-namorado dela. 

Foi uma boa tradução no final de tudo, isso posso dizer. Na verdade, está realmente bem feito. Gosto especialmente dos pés assentes da terra da Jordan e de como ela se sente quando Pike acaba por exagerar, devido aos seus ciúmes. Gosto bastante deles os dois, são personalidades bastante fortes e nota-se o porquê de muitas vezes acabarem por discutir.

Ambas as personagem sempre assumirem um ponto alfa. Se ambos têm esse comportamento torna-se um pouco complicado de se viver com dois alfas que obviamente sabem tomar conta de si próprios. Acho que esse foi o ponto que eu também gostei, porque dessa forma acabamos por ver duas pessoas que não se sentem bem a ser controladas por outros a conseguirem mesmo viver juntos e a conceder cedências sem realmente perder aquele ponto de alfa para o outro.

O Cole, o ex-namorado de Jordan, é um personagem que eu adorei imenso reler. Especialmente porque ao fim ao cabo... ele é um personagem que se vê perfeitamente a sua evolução ao longo do tempo. De repente, ele deixa de ser uma pessoa sem rumo e começa mesmo a entrar nos eixos e ele é daquelas personagens que se gosta de ver que consegue subir mesmo estando no fundo do poço. 

Acho que o final e o futuro deles, lendo e sabendo perfeitamente o passado com eles os três, acaba por ser um pouco estranho saber que eles têm filhos ao mesmo tempo e em como a ex-namorada do filho de Pike, de repente é a madrasta dele. São coisa assim que parecem estranhas, mas rapidamente passa-se depressa. 

É um livro que gosto mesmo muito. Ainda bem que o reli. 

Pág. 1/5