Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

30
Jan18

8 valores de diferença de um ano para o outro.

twilight_pr

Tinha chumbado a duas cadeiras no primeiro ano, não por falta de esforço porque me esfolei e fritei a pipoca em todas as cadeiras de igual modo e especialmente na primeira do primeiro semestre, porque a professora essa sim era uma víbora.

Na cadeira do segundo semestre a qual eu chumbei, achei totalmente injusto que ele me tivesse dado um 6 no final do semestre, achei injusto, mas não consegui ir falar com ele para rever a minha nota totalmente injustificada. Passou grande parte do meu semestre a dizer-me que os meus textos estavam bons e que o que faltavam era realmente algumas vírgulas e algumas reformulações que deveriam ter sido feitas, até aí tudo bem. Ainda por cima porque eram exatamente aqueles textos que valiam mais na minha avaliação continua.

A frequência tinha sido horrível, para esquecer e agora que já tenho mais um semestre em cima de outras novas cadeiras, entendo agora que aquela cadeira de Produção de Português Escrito que tive no segundo semestre do meu primeiro ano quase que se parecia mais a Análise do Discurso que eu tive neste mesmo primeiro semestre.

Inscrevi-me de novo na cadeira neste primeiro semestre do meu segundo ano da faculdade, inscrevi-me numa das turmas de umas das melhores professora que a lecionava e vim a descobrir depois que até era a diretora de curso das ciências da linguagem, só por aí ela teria de ser realmente competente. Pedi-lhe tutoria para redigir os meus textos porque não queria voltar a ter uma nota da porcaria e ainda por cima injustificada e desta vez, eu iria querer saber tudo e o porquê das notas que iria ter.

Aquela professora não poderia ter sido a melhor! Mas que professora mais fantástica! Ensinou-me coisas que eu claramente já sabia, mas a forma como ela o explicou... parecia de facto tudo mais fácil de aplicar da melhor forma possível nos textos!

Na quinta-feira passada ela fez a reunião para sabermos as nossas notas da frequência e saber a nossa nota dos textos produzidos em aula e que escolhemos para ser o nosso portefólio e claro saber a nossa nota final. Cheguei lá e ainda fiz conversa de circunstância com ela, fazer isso com um professor universitária é basicamente um êxito porque raramente se vê um aluno a fazer tais conversas com professores. Fui a primeira a receber as minhas notas, a porra de um 14!

Orgulhosa de mim? Sim estava pois! Bolas, tinha acabado de passar a uma das cadeiras que tinha chumbado o ano passado. Tinha chegado àquele primeiro semestre desmotivada pela experiência passada e ela conseguiu finalmente reavivar o porquê de eu gostar tanto do meu curso e o porquê de eu gostar tanto de escrever!

Enquanto pensava na minha nota só me apetecia espeta-la na fronha do meu outro professor, porque quer dizer o meu nível de esforço era o mesmo! Porque sejamos sinceros, eu fazia sempre perguntas ao homem quando estava na aula por causa dos meus textos, eu fazia de tudo! E basicamente ele espetou-me no final do ano com um seis! Esta professora fez muito mais que ele ao longo do semestre e deu-me no final um 14! Bolas, é motivo de orgulho e de irritação ao mesmo tempo.

Como assim eu basicamente que me esforcei mais e tudo da primeira vez do que da segunda? Como assim eu sinto que aprendi mais da segunda vez do que da primeira? Como assim eu consegui subir 8 valores assim do nada? Alguma coisa de facto se passa e acho claramente que o problema não era eu.

6 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.