Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

20
Jul18

Book Store #334

twilight_pr

Submissa

Submissa.jpg

Autoria de Shayla Black.

Não andava a ler este tipo de livros há tanto tempo que até me perguntei se ainda gostava de os ler. Se ainda me interessava este tipo de histórias ou se já tinha passado aquele momento de ler livros cujo principal objetivo é haver relações sexuais entre os personagens.

Kimber é uma jovem adulta que está totalmente apaixonada por um cantor. Esse cantor está em digressão e ambos passam grande parte do tempo na conversa e uma das novidades acabou por abater na relação deles. Ele estava a voltar para casa e eles queriam encontrar-se. Acontece que Kimber sabia o que iria acontecer quando se encontrassem, ela sabia que o rapaz tinha gostos singulares e sabia perfeitamente que se iria chocar pela forma como ele fazia as coisas: ela era virgem.

Kimber sabendo perfeitamente que vida é que o rapaz levava, foi diretamente a um rapaz que ela tinha conhecido há cinco anos atrás e que tinha trabalhado com o seu pai. Deke era um homem bastante bruto e que falava de uma forma bastante ordinária e ele era bastante conhecido por apenas ter relações sexuais da mesma forma que o cantor: ménages; e Kimber estava disposta a aprender tudo com Deke e com o seu primo para poder render-se ao seu verdadeiro amor. Isto, antes claramente de se envolver com Deke, a coisa muda completamente e o seu mundo vira totalmente do avesso. 

Deke desde sempre sentia uma grande atração por Kimber e vê-la a colocar-se num ponto submisso para conseguir aprender tudo sobre ménage para poder estar com quem gostava, deixava-o demasiado excitado e igualmente chateado por ela estar a fazer algo assim. No entanto, era sempre melhor ela aprender tudo com ele e com o seu primo do que propriamente com outros dois homens. Desde sempre que ele sentia uma grande atração por ela, mas mesmo assim sempre teve medo de se conseguir colocar ao seu lado apenas ele, tinha sempre de ser com o primo. Especialmente porque naquelas circunstâncias, Deke tinha um grande passado e sentia-se terrivelmente culpado por ele para o conseguir esquecer. Ele tinha primeiro de aprender a perdoar para conseguir lidar com o seu medo para poder realmente seguir em frente com a sua vida e poder estar com Kimber a sós como ele sempre quis.

Confesso que esperava mais do livro, aliás confesso que me desiludiu um pouco com tudo o que aconteceu. Pela sinopse e até mesmo pela capa e pelo seu título entende-se logo. No entanto, podia ter havido mais história por detrás de toda a relação sexual que houve desde o primeiro capítulo até ao fim, no final do livro estava um bocado farta de tanta cama e queria mais saber o que acontecia depois de eles saírem de onde quer que estivessem a fazer o dito cujo. 

Acho que teria ganho muito mais se o livro fosse maior ao ponto de a história em si não se tivesse baseado apenas na relação sexual deles apenas. Porque se podiam basear bastante no facto das ameaças que o pai dela estava a receber e que estavam a ameaçar a segurança de Kimber, mas esse assunto foi falado de uma forma muito pouco elaborada e já mais para o fim é que comecei a gostar realmente do livro que era exatamente no momento em que eles estavam a falar sobre os acontecimentos mais reais da história em si que não envolvesse apenas sexo.

Gostei bastante da personagem da Kimber, especialmente porque se notava o seu espirito de que querer lutar contra tudo e contra todos independentemente do que lhe dissessem (quando a contrariavam e a punham à prova, era sempre pior) e isso revelou-se muito importante no decorrer do livro, especialmente quando esta interagia com Deke, que realmente começava a vacilar ao seu lado quando a história do passado começava a voltar. 

Continuo com saudades de um livro neste género, mas que no final de tudo ainda tenha mais conteúdo na sua linha de ação que este aqui.

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.