Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

05
Ago18

Book Store #339

twilight_pr

Livre Para Amar

Livre para Amar.jpg

Autoria de J. A. Redmerski.

Quando pensei no livro de Redmerski tinha realmente as expectativas elevadas pelo simples facto de ter adorado os seus dois livros que foram traduzidos para português, os livros Entre o Agora e o Nunca e o Entre o Agora e o Sempre. Assim, como tinha gostado tanto esperava que este fosse tão estrondoso como os outros dois.

Livros diferentes confesso, mas totalmente geniais. Assim sendo, vamos mas é falar deste mesmo:

Sienna é uma jovem rapariga que está a trabalhar o máximo que pode para conseguir ter o máximo de dinheiro possível e especialmente poder ajudar os seus pais que continuam a passar por momentos bastante difíceis, mesmo depois de ela já se ter formado e estar com um ótimo trabalho e que lhe assegura uma vida perfeitamente normal e com uma qualidade de vida acima da média. Sienna trabalha numa emprega organizadora de eventos e essa paga mais do que o habitual, ajudando dessa forma a que a própria ganhe o dinheiro e possa viajar por todo o mundo sem precisar de pagar os alojamentos que eram sempre pagos pela própria empresa. No entanto, Sienna desde pequena que tem um medo horrível de alturas e para ela entrar num avião é como se lhe estivesse a torturar até mais não. 

Um dos seus trabalhos faz com que ela tenha de se deslocar da California para o Hawaii e ela lá vai. Enfrenta mais uma vez o seu medo de alturas apenas para conseguir cumprir o seu trabalho e independentemente de se sentir realmente feliz por estar prestes a aproveitar uma experiência maravilhosa no Hawaii, Sienna está stressada com todos os planos do evento que está encarregue de tratar.

É no meio deste stress que ela acaba por conhecer Luke, um surfista que lhe chamou a atenção por ter tido o bom gosto de ter recusado dar aulas de surf à irmã da noiva cujo casamento Sienna estava a trabalhar. Luke era tudo aquilo que basicamente Sienna não era. Vivia a vida com base naquilo que ele gostava e fazia disso o seu moto, tentava ao máximo que o dinheiro não o engolisse porque isso sim era render-se. E foi a sua forma de ver a vida que fez com que Sienna acabasse por prolongar a sua estadia no Hawaii, porque para aquilo que seriam dois dias acabaram por ser duas semanas

Luke sentiu uma grande ligação com ela especialmente pelo seu medo de alturas e especialmente pela forma obsessiva como ela via o trabalho. Ele em tempos tinha sido uma dessas pessoas e esperava poder ajudá-la como alguém no seu passado o tinha ajudado. Sienna estava completamente atraída por ele e acabou realmente por ficar aquelas duas semanas com ele, especialmente para se poderem conhecer melhor e para conseguir relaxar ao fim de anos a trabalhar.

De facto, o pouco tempo que estiveram juntos deram para entender realmente os pontos de vista de Luke em relação às alturas e de como realmente poderiam ajudar Sienna com o seu problema e essa forma ajudou bastante porque, como Luke já tinha passado pela mesma coisa, pelo menos ele podia realmente ajudá-la com argumentos realistas de como eram realmente as coisas. 

O livro reverte a muitos pontos importantes ao longo do tempo, como por exemplo o facto de perder um ente querido. É realmente importante neste livro especialmente porque acaba por moldar as diferentes personagens, uma delas a personagem principal e o círculo de amigos cujas personagens acabam por andar. Perder um ente querido é mesmo importante porque Sienna e Luke precisam de se apoiar um no outro para superar esse momento, no entanto, o mais importante é que esse ente querido não pode realmente ser substituído e isso é mostrado com uma grande força no livro.

Os deportos radicais acabam por estar realmente aqui com algum foco, mas sobretudo em conjunto com a questão de enfrentar os próprios medos. Sienna tem medo de alturas especialmente como Luke tinha. Um dos momentos de Luke para conseguir fazê-lo é realmente através de desportos radicais de forma a enfrentar de frente o seu medo, no entanto, em Sienna as coisas acabam por ser totalmente diferentes. 

Acho que aquilo que prevaleceu para a minha decisão em relação a dar cinco estrelas a este livro, foi realmente a forma de encarar a vida. Sienna é obcecada pelo trabalho, especialmente por causa do dinheiro que lhe dá, ela própria sabe que não é algo que ela ame fazer pela vida, no entanto, aquilo que ela realmente vê é apenas o dinheiro para poder viver bem na sua vida. Em contraste, Luke já não pensa assim. Para ele havia apenas um prazer, fazer aquilo que ele realmente gostava e poder estar onde quisesse e viver ao lado das pessoas que gostava. Fazer o que gostava era muito melhor do que todo o dinheiro no mundo. Luke sabia disso melhor do que todos porque ele próprio já tinha estado na outra face da moeda.

O livro acaba por estar bastante envolto em temas assim do género e de facto acabamos por conhecer realmente os personagens em tão pouco tempo. Um dos pontos fortes do livro é que independentemente de serem apenas duas semanas, Redmerski conseguiu transformar a história para que parecesse ainda mais tempo e que mesmo que não fosse acabasse por ser algo totalmente natural e que não fosse nada apressado como se pensaria que fosse com tão pouco tempo. 

Já li outro livro a seguir a este, mas ainda não consegui realmente superá-lo face às mensagens escondidas por detrás de umas simples férias no Hawaii por duas semanas que se viu Sienna a ter durante o livro na companhia de Luke. Porque por muito que fosse de leitura leve, as emoções são realmente complexas

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.