Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

28
Ago18

Book Store #344

twilight_pr

Começar de Novo

Começar de Novo.jpg

Autoria de Nora Roberts.

Quando o livro saiu cá em Portugal, lembro-me perfeitamente do quanto eu penei para conseguir ter o tão esperado livro. Lembro-me também que quem acabou por comprar o livro foi a minha mana mais velha (outch) que não tinha intenções de o ler logo de seguida (duplo outch). Assim, apenas consegui ler o tão esperado livro da Nora basicamente quatro anos depois de a mana mais velha o ter adquirido (triplo outch).

Lembro-me de que quando saiu o livro em Portugal a primeira coisa que tinha pensado e o que me tinha feito querer ter o livro era o facto de ele ser um artista de banda desenhada (podemos dizer assim, se bem que ele era mais do que isso). A partir desse momento tudo me parecer encaixar no cérebro ao ponto de eu querer o livro mesmo muito.

Cilla era uma jovem mulher que já tinha experienciado muito na sua vida. Era uma jovem adulta que já tinha terminado a sua carreira de atriz e que na realidade não tinha corrido da melhor forma e que por acaso tem uma mãe dentro do mesmo ramo que pensa que a filha está a passar por uma fase menos boa e que está numa fase rebelde da sua vida (mais uma vez). Para Cilla já tinha terminado o momento de lhe dizerem o que ela tinha de fazer e com isso, com o dinheiro que tinha feito com todos os trabalhos feitos na Califórnia e não só, acabou por comprar a Quinta da mãe que pertencia à sua avó, uma grande atriz lendária que tinha morrido há mais de trinta anos

Cilla aventura-se por Virgínia onde a quinta se encontra e procura arranjar todas as suas forças para começar em grande uma nova aventura e dentro do ramo que ela mais gosta: restauração de casas! Com a casa abandonada há mais de trinta anos, a quinta estava um desastre e Cilla é a primeira pessoa desde há muitos anos que entende que continua a haver um grande potencial naquela casa. Assim tudo se começa a endireitar para a reconstrução. Cilla queria fazê-lo por si e pela sua avó que nunca tinha conhecido, mas que sabia que iria amar aquele seu gesto de arranjar a casa onde ela tinha sido feliz.

Parecia que tudo se tinha composto com a sua vinda. Ford, o vizinho de Cilla e o artista de banda desenhada, vê-se totalmente fascinado por ela. Ele sabia quem Cilla era, a sua irmã adorava a série onde Cilla tinha participado, mas não era apenas por causa disso. Cilla era perfeita mesmo quando não estava vestida para uma gala, com ferramentas pesadas e com um trabalho arduo, ela realmente era perfeita e fantástica. Ford sentia-se inspirado para começar uma nova série de banda desenhada sendo ela a sua modelo para a personagem principal. 

Tudo parecia estar bem até ao momento em que alguém começou a sabotar a recuperação da própria quinta de Cilla. O porquê? Ninguém sabia ao certo, mas Cilla e Ford suspeitavam que tinha haver com o romance secreto e misterioso que a avó de Cilla tinha tido há mais de trinta anos e que tinha terminado pouco tempo antes da morte da própria atriz lendária.

O livro é bem-disposto. Vemos uma mulher forte e competente num trabalho pesado e ela bastante forte de si mesma. Sabe o que quer e não tem medo de se afirmar à frente dos homens que trabalham com ela, não tem medo das ideias que tem em relação ao trabalho que desempenha. O seu único medo refere-se unicamente a relações amorosas porque desde pequena que viveu num mundo onde as relações não terminavam bem: os seus pais não estavam juntos e ambos tinham-se casado novamente, o pai não falava muito com ela, mas que desde que ela se tinha mudado para Virgínia tentava mudar isso e que ao mesmo tempo tentava criar laços entre ela e a sua nova mulher e a sua filha mais nova; a sua mãe com quem ela tinha vivido grande parte da sua vida não era o melhor exemplo quando estava casa com um marido número 5. Conhecer Ford deixou-a bastante abalada porque não sabia o que esperar.

A parte descontraída tem muito haver com Ford e com o seu lado criativo e positivo. Ele realmente é fantástico e vê-se uma grande evolução da sua personagem e da forma complexa que ele acaba por ser. O facto de ser criativo acaba por ajudar bastante em conseguir compreender-se e ajudar nos lados complexos do próprio mistério. 

Um dos grandes pontos do livro é as ligações familiares que a Nora acaba por nos envolver. A família de Cilla e a forma como ela se quer agarrar ao único laço famíliar forte o suficiente para conseguir magoar a própria mãe, que apenas se preocupava com a sua carreira (a prova disso mesmo é que ela já ia no seu quinto casamento). O lado do pai da família de Cilla é diferente especialmente porque o pai realmente tende a mostrar-se diferente da mãe ela, o progenitor mostra-se com uma grande vontade de quebrar as barreiras que acabaram por ser erguidas por ambos quando acabaram por se separar quando Cilla era pequena e que não sabia o porquê de ele se ter separado e depois ter arranjado uma nova namorada e ainda ter tido uma filha.

O facto da quinta simbolizar a família unida de Cilla é bastante importante que ela se sinta em casa lá e que acabe por fortalecer todos os seus laços com eles e que acabe por pensar em constituir família nesse mesmo sítio. Parecia ser que estava totalmente destinado a que isso acontecesse.

O mistério permanece sempre até ao fim do livro e por muito que a pessoa pense que está quase a descobrir acaba sempre por questionar os seus pensamentos e volta tudo à estaca zero. Digo-o por foi exatamente isso que me aconteceu, mas juro que foi realmente um ponto a favor do livro. Se bem que quando penso realmente no final, os sinais era um pouco evidentes e a Nora conseguiu mesmo deixar as pistas nos sítios certos para que mesmo que olhasse para elas, acabasse não lhes dar muito crédito. Isso é algo surpreendente!

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.