Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

08
Dez18

Book Store #355

twilight_pr

O Pântano da Meia Noite

O Pântano da Meia-Noite.jpg

Autoria de Nora Roberts.

Assim que despachei o livro de inglês, consegui automaticamente pegar no livro da Nora e terminá-lo sem qualquer problema. Era realmente aquele demónio que me estava a impedir de continuar as minhas leituras. Juro que nunca vi um livro obrigatório a ser tão mau.

Agora este? Bem, vamos lá falar sobre ele.

Primeiro que tudo, um ponto a favor da Nora: o facto de eu ter parado a leitura por causa do livro de inglês fez com que eu tivesse realmente um grande medo de me esquecer aquilo que eu já tinha lido antes da pausa. Contudo, isso não aconteceu. Ela estava tão envolvida na história e na forma como ela fazia de tudo, que as coisas acabaram por ser bastante fluidas e quando voltei a pegar no livro foi realmente uma grande surpresa ao entender que o enredo era tão fluido e tão bem interligado que eu automaticamente me lembrei de tudo o que tinha lido.

Declan um ex-advogado que decide abandonar a sua vida fantástica em Boston e ir para uma vila restaurar uma casa e ter uma vida completamente diferente daquela que ele estava a ter. A sua vida perfeita encaixava em todos menos na vida do próprio. Assim sendo, o mesmo sentiu-se demasiado perdido quando entendeu que estava prestes a casar com quem não amava e a começar realmente uma vida que não queria.

Desta forma, acabou por se mudar e comprar uma casa há muito tempo abandonada e começar a restaurá-la. Desta forma, tudou mudou. Logo no início acabou por conhecer Angelina, ou mais conhecida por Lena acabou por mudar completamente o jogo de tudo. Declan entendeu que estava atraído por ela e sendo um homem de ideias fixas, entendeu que tinha de a conhecer.

Mais tarde, com as mudanças de vida do seu amigo mais antigo que se estava prestes a casar, entendeu mesmo que Lena era mesmo uma grande pessoa e especial.

A história não se baseia num novo homem na cidade, mas sim na realidade no que aconteceu naquela casa que Declan comprou há séculos atrás e que se mantém dentro da mesma. Ao longo dos anos, a casa têm-se mantido sempre sem ninguém devido ao fator  dos fantasmas. Alguém continuava dentro da mesma pronta para conseguir que mais ninguém voltasse a magoar quem tinha morrido anos atrás.

Mais tarde claro, Declan por muito arrepiado que se sentisse e etc, entende que não podia simplesmente ignorar toda a história da casa que tinha comprado. Arranjou tudo e investigou ao mesmo tempo com Lena e com a própria avó dela sobre tudo o que tinha acontecido, especialmente porque ambas faziam parte da linha direta de quem tinha estado na casa.

O livro todo é bastante misterioso, mas contém também um ponto bastante interessante em relação bastante bem-disposta entre todos os personagens, o que realmente ajuda mesmo. Gostei desse ponto de descontração entre todos.

Desta forma, as coisas acabaram por me ajudar muito a entender o restante. Confesso que um dos pontos que eu acabei por mais gostar foi mesmo o mistério da casa face à relação entre a Lena e o Declan, porque de certa forma queria mesmo acabar com eles, mas acaba por os tornar ainda mais fortes. Especialmente pela forma como a relação deles é: independentemente de terem um problema, eles nunca realmente perderam aquela conexão, ficaram sempre mais fortes.

Tinha saudades de ler um livro assim, foi mesmo muito bom e já tinha mesmo saudades de ler livros da Nora. 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.