Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

27 Mar, 2021

Book Store #402

Thank You, Next

twilight_pr

Thank You, Next.jpg

Autoria de Sophie Ranald

Tinha boas expectativas para este livro. Senti que iria ser leve, que me ia fazer rir e que acima de tudo me ia entreter profundamente. As personagens apresentadas desde início que provam ser engraçadas e bem desenvolvidas ao ponto de darem um ar muito bom à própria história.

Zoe é uma cozinheira num pub e que está claramente farta de estar solteira. A verdade era que estava com vontade de ter alguém que se importasse com ela, que estivesse ali para si e de forma a poder até depender um pouco mesmo da sua atenção. No meio da conversa / desabafo com o sub-chef Robbie durante o trabalho os dois conversam e a ideia principal passa a ser encontrar o senhor perfeito através de uma app de encontros e dado que ela era dada até à astrologia - seria então a procura do príncipe encantado de acordo com a altura ideal para cada signo estar em sintonia com o dela: Aquário

O Tinder parecia o apropriado. Era manter os gostos de Zoe à vista, mas não demasiado apenas para que a pessoa ficasse curiosa e conseguisse entrar em contacto com ela e também não demonstrar o quão louca era por gatos, porque depois seria considerada mesmo the crazy cat lady e não era isso que se queria. A partir daquele momento, Zoe haveria de conseguir encontrar a pessoa ideal para ela. 

Ao longo dos encontros, Robbie e Dani, a sua amiga de ginásio, eram os seus grande confidentes sobre os encontros totalmente desastrosos. Pessoas que levavam o filho para o encontro, que apenas falavam delas, pessoas que obrigavam quase à continuação do encontro e depois demonstravam a verdadeira pessoa. Para além dos encontros falhados, Zoe consegue trabalhar e ainda melhor em ignorar as fotografias mais sexuais que enviam por mensagem privada na aplicação.

Ao longo da história nota-se que Zoe continua a querer ter um companheiro, mas acima de tudo começa a entender o que realmente quer e o que não quer. Trabalha-se acima de tudo o auto-conhecimento da nossa personagem e de que por vezes é quando menos esperarmos é que encontramos a pessoa certa e que vai fazer com que pensemos que ficámos sem chão. Zoe podia claramente ter ficado com quem queria, mas ao mesmo tempo ela própria queria sentir aquele amor. 

Zoe também não desiste das ocasiões para encontrar o Tal. Apesar de estar em encontros online, o encontrar o homem perfeito assim mais old fashion também lhe acontece e vemos sempre os seus pensamentos, até porque o livro está todo ele no seu ponto de vista.

É claramente um livro de young-adult e que ajuda também no auto-conhecimento e de que realmente não faz mal estar sozinha assim como não faz mal querermos ter alguém ao nosso lado. Sinto que o livro dá para sentir isso e retirar disso ele mesmo.

Sinto que o final poderia ter sido diferente, acho que também tenho esse pensamento exatamente porque achava que fosse mesmo o que iria acontecer. No entanto, o enredo trocou as voltas e, apesar de não ter sido o que queria, sinto que acabou por ser um bom final e que acaba por dar até um fecho à própria personagem e das restantes que as envolvem.

Robbie é uma personagem que eu gostei muito especialmente pela forma como ele consegue trabalhar enquanto própria consciência de Zoe e de como realmente não existe mal nos seus pensamentos, ou então... chamá-la à terra de que por vezes as pessoas podiam realmente apenas querer diversão por parte da app de encontros.

Dani foi uma personagem por exemplo que me surpreendeu e até mesmo na própria história de vida e a evolução do mesmo. Sinto que as coisas são mesmo diferentes desde o início da história e depois no final da mesma. 

Quero apenas referir o título da própria história. Thank You, Next leva também, atualmente,  a uma referência da música de Ariana Grande e que nos leva também a entender que através de encontros online também acaba por existir uma pressão menor no sentido de saber que a questão de serem desconhecidos leva a que seja totalmente diferente o encontro com pessoas conhecidas ou pessoas que nos foram até apresentadas. 

(Fotografia retirada do goodreads)