Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

12
Jun18

Como os professores vêm os alunos vs. como os alunos se vêm na realidade.

twilight_pr

Passei o semestre inteiro a apanhar bonés para conseguir passar a Cultura Renascentista, não sabia patavina do que seriam as coisas, porque eu não fazia ideia do que a própria professora estava a falar! As coisas estavam complicadas, eram um facto.

Assim acabei me fiar bastante nos livros que eu tinha de ler. Apenas li um na sua totalidade e o outro nem precisei de o fazer. No final, a professora realmente continuou sem saber o meu nome, no entanto parecia que estava satisfeita com a minha nota. O teste tinha-me corrido tão mal e já que estava já a agoirar desde o início do semestre, que achei mesmo que iria ter uma redonda negativa. Assim, acabou por ser um grande choque para mim descobrir que que eu tinha tido uma grande nota no primeiro teste. 

Da primeira vez não tive oportunidade de falar com a professora sobre o meu teste, mesmo depois de lhe ter pedido que o fizesse. Contudo estava tão nervosa com o trabalho que iria substituir o segundo teste que acabei e tudo por achar que estava perdida. Fiz o trabalho com base na matéria que saiu no primeiro teste, especialmente porque ela não fez mais matéria para além daquela que tinha dado.

Fiz o trabalho com a ajuda da Pipa e ainda da mana mais velha e de algumas amigas da Pipa e no final acabei por pensar que estava alguma coisa realmente decente, mesmo sem saber o que é que eu andava a fazer da minha vida.  

A própria professora no final disse-me que tinha gostado bastante do trabalho e que tinha ficado bastante triste por o ter terminado. Achei que isso foi realmente foi um grande elogio ao meu trabalho e confesso que acabei realmente por ficar com o ego um bocadinho inchado no meio daquilo tudo.

Assim sendo, acabei por fim por achar que realmente a forma como se escreve tem realmente muito que se lhe diga. A forma como eu escrevi tanto no teste como no trabalho deram a entender à professora que eu estava super contente com o trabalho que eu tinha escolhido e que tinha realmente gostado de o fazer, que tinha sido super fácil e que tinha lido todos os livros e mais alguns para aquela cadeira. Contudo, a única coisa que eu realmente tinha feito ler um livro em sete ou mais do que ela tinha pedido, de resto, apenas fui vendo os excertos de partes do livro que me interessavam para o fazer o trabalho. Eu não fazia ideia do que estava a fazer!

Escrever realmente faz com que as pessoas pensem algo sobre ti e sobre a forma como tudo está consolidado na tua cabeça, enquanto na realidade nem está. Valeu-me um 18, portanto obrigada escrita por me teres ajudado a passar a mais uma cadeira!

Socorro... que semestre!

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.