Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

08 Abr, 2021

Love, Victor (2020)

twilight_pr

Love, Victor.jpg

Já não vinha também há muito falar sobre uma série e aqui estou eu para conseguir também tirar a barriga de miséria. 

Sempre gostei muito da história de Love, Simon (2018) tanto que nesse mesmo ano acabei por receber como prenda de natal o livro, cuja história origininou o filme com Nick Robinson. Nesta série original, vivemos exatamente no mesmo mundo que Simon viveu, mas algum tempo depois do desfecho da escola secundária do próprio Simon. Neste caso, temos Victor.

Victor é o novo aluno da escola e que está a começar a sua vida numa nova cidade, na escola e tudo para ele é novo. Os pais adoram os filhos, mas esperam uma nova vida naquela cidade. A irmã mais nova não parece feliz uma vez que se afastou dos seus amigos e até do próprio namorado. O irmão mais novo de Victor estava bem e via tudo enquanto uma grande aventura. 

Victor sentia um grande misto quando soube da história de Simon e de como e sua história o tornou como uma lenda na escola secundária. A verdade era que tudo parecia diferente na escola e em como não havia mal nenhum em afirmar-se como homossexual depois de como Simon se expôs no CreekSecrets e de ter demonstrado o quando gostava de Blue aka Bram. Victor irritado pela forma como tudo parecia simples, envia uma mensagem direta no instagram a Simon e descarrega toda a sua raiva: a verdade é que o que raio ele sabia? Simon tinha uma família que o tinha apoiado em tudo, que estava bem e que adorava até Bram e que o tinham aceitado perfeitamente. 

Victor sabia que as coisas não seriam assim para ele. Os pais para além de religiosos, não iriam realmente aceitar que ele fosse homossexual - muito especialmente os próprios avós que exerciam até uma certa pressão em relação a esse fator. Ele próprio não sabia como lidar com a sua sexualidade e desta forma desde que entrou na escola Victor que se vê a entrar numa relação com Mia - uma das raparigas mais populares na escola. Enquanto isso, ele próprio também começou a entrar na equipa de basquetebol da escola e a ver-se a ser um pouco gozado por Andrew, o típico rapaz do desporto que era muito popular. Felizmente, Victor conseguiu logo ser amigo até do teu próprio vizinho Felix e desde então que eles tinham sido inseparáveis e a falarem de tudo. 

O facto de ter tido um formato de série deu para explorar muito mais coisas do que por exemplo com o filme de Simon. Aqui vemos muito também a questão de todos os medos do Victor de uma forma muito mais profunda e especialmente os conflitos de gostar de Mia, mas ao mesmo tempo saber perfeitamente que sente algo por Benji. Nota-se que ele está sempre em conflitos internos porque não sabe realmente o que dizer aos pais como se sente, porque se espera que ele esteja sempre bem e sem qualquer tipo de problemas.

O envolvimento do Simon ao longo dos episódios também ajuda a que haja aquela ponte entre o filme que vimos (e livro) com a série e de forma a também termos aquela personagem ali que tanto de nós gostámos a torcer para que as coisas também consigam ter um final feliz com o próprio Victor. Achei interessante que não tivessem feito a mesma coisa sobre os emails ou troca de mensagens como em Simon, porque sentia que isso era quase um repetir. Meter as mensagens como um ponto em comum foi muito giro, mas gostei ainda mais que fosse uma troca entre Victor e Simon e que se passasse a ser apenas um amigo.

Enquanto isso toda a relação de Victor, tanto com Mia como para Beji acho que as coisas se tornaram mesmo diferentes e a forma como as coisas foram feitas também acabaram por ser giras e bem feitas. Confesso que fiquei a gostar muito mais de Benji do que fiquei a gostar da Mia, mas ao mesmo tempo acho que foi a forma como a própria foi feita. Se bem que entendo várias dos comportamentos dela. Acho que um dos motivos para esta minha reação é porque eu realmente senti muito mais química entre o Benji e o Victor do que senti em toda a relação dele com a Mia - e é dizer muito porque ele e ela estavam mesmo numa relação em basicamente toda a série.

Deu para relembrar a história de Simon e ver o que aconteceu depois da história que conhecemos através do livro e do filme. Acho que realmente é muito gira, tem 10 episódios e tem uma duração normal de episódio, coisa de 45 minutos. Acho que aquilo que nos poderia realmente deixar mesmo mal é como termina a série com um final em aberto. Felizmente já está confirmado que haverá uma segunda temporada da série. 

Deixo-vos então o trailer:

(Imagem retirada de AdoroCinema)