Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

18
Fev18

Quando um 10 te sabe a 20.

twilight_pr

A minha diretora de curso é uma desgraça a dar notas. Para além de demorar mais que uma tartaruga a dar corrigir e a dar as notas, ela é daquelas que se não lê, está mal e nem vai rever sequer as suas anotações. Sim, está mal... muito mal.

Ao longo de um semestre fui vendo o seu interesse por mim e comecei a mostrar ligeiramente o meu empenho dentro da sala de aula. Falei com ela pouco, mas falei. Sempre que tinha de sair mais cedo (ou seja quando não estava para ali virada para as suas aulas) eu até ia ter com ela no início da mesma e afirmava que tinha de sair mais cedo, querendo demonstrar o meu total empenho naquela cadeira. Comecei e tudo a sentar-me na primeira fila para ela ver o quão empenhada eu estava.

No final, quando recebi o meu primeiro teste vi ali mesmo espetado um 9. Suspirei bruscamente e fui ver as suas razões por me ter dado um 9 e não um 10. Desde sempre que tenho a letra junta é a maneira como eu escrevo, não o consigo mudar, especialmente quado tenho a letra pequenina. Só pelas tosses eu até nos testes faço a letra maior porque assim por muito que a letra esteja junta acaba por ajudar na leitura o facto de a letra ser maior. Mas parece que até para aquela professora as coisas não são assim. Ela não me deu um 10 porque ela não via os meus i's! Que quando eu peguei no meu teste, vi-os ali claramente vistos! Praguejei mentalmente quando li as suas palavras e nem lhe disse mais nada, sabia que não havia forma de contornar aquilo que ela disse, porque ela iria continuar a dizer que não via nada e que considerava um erro ortográfico.

Concentrei-me nas avaliações que me faltavam. Fiz a minha apresentação e ainda fiz o novo teste no último dia de aulas do semestre que a meu ver me correu lindamente! Estava orgulhosa do meu percurso naquela cadeira e eu só queria que ela achasse o mesmo.

Quase dois meses depois e apenas recebo a minha nota agora, nenhuma mensagem de reunião que ela tinha prometido no dia 15 de janeiro, nada... nada de nada, apenas um mês depois do prometido em relação a uma mensagem para se reunir connosco é que nos dá as notas. Ali estava ele: um belo de um 10.

A mana mais velha já me tinha avisado da bela peça que era aquela professora e mais feliz não podia estar. Como assim tinha conseguido passar ao monstro daquele segundo ano? Melhor que passar a esta professora seria mesmo passar à professora do ano passado da outra cadeira.

Este 10 soube-me a 20 e juro que até quis festejar com champagne!

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.