Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

Attention

«I am the author of my life. Unfortunately, I am writing in pen and can not erase my mistakes.» - Bill Kaulitz

04
Nov18

Desafio #57

twilight_pr

Just nomeou-me para o seu desafio do Sunshine Blogger Award e aqui estou para responder às suas perguntas! Antes de mais nada quero dizer que estou bastante contente por ela o ter feito e muito agradecida por ela se ter lembrado de mim para fazer um desafios, especialmente porque gosto sempre de responder a estas coisas. Normalmente parece que sou repetitiva, mas ao mesmo tempo com o blog que já tem alguns anos, consigo sempre ver como eu própria evoluí com este tipo de coisas.

Sunshine Blogger.jpeg

Antes que me esqueça, porque isso eu acabo por ser uma pró, deixo-vos as regras do próprio desafio. 

1. Agradecer a quem nomeou. (Obrigada, minha querida Just)

2. Responder às 11 perguntas que foram colocadas. (Já estão aqui em baixo)

3. Nomear 11 pessoas e ainda fazer 11 perguntas para os nomeados. 

4. O mais importante, colocar o selo do desafio no post. (Já aqui em cima)

Então sem mais demoras aqui estão as minhas respostas, que aposto que serão demoradas e grandalhonas.

1. Qual é o teu maior sonho?

O meu maior sonho? Sem ser em termos materiais que isso são realmente outros sonhos. Confesso que não quero falar de ter realmente o emprego que sempre sonhei ter e etc, até porque me parece um bocado cliché dizê-lo. Contudo, confesso que esse é um dos meus sonhos, poder trabalhar numa editora e estar rodeada de livros é sem dúvida um dos meu grandes sonhos. Falando agora de realmente de um dos meus grandes sonhos acaba por ir ver os Tokio Hotel ao vivo mais uma vez, num outro país  (já que eles não vêm em Portugal) e depois claro poder conhecê-los pessoalmente, acho que é realmente um dos meus grandes sonhos.

Não quero referir realmente o facto de ser feliz, poder viver economicamente bem, o emprego de sonho, falar dessas coisas, porque acabam por ser realmente algo lógico, poder realmente ter a felicidade plena é claro que é um grande sonho, mas queria realmente falar de algo que não é propriamente universal, de certa forma. Assim sendo, pronto aqui está um dos meus grandes sonhos.

2. E qual o teu maior medo? 

Pode parecer bastante cliché, mas tenho um medo horrível de três coisas. Duas delas são mais racionais do que propriamente a última. Então tenho um grande medo desde pequena de fogo. É um medo horrível juro. Quando eu era pequena houve um incêndio em casa dos meus avós e eu estava lá. A partir desse momento acabei por ter um medo horrível de fogo ao ponto de acabar por nem conseguir cozinhar como deve ser no fogão de tão assustada que fico. O meu coração começa a bater muito rápido e basicamente fico quase a querer chorar com o pânico. Depois o segundo é palhaços. Eu simplesmente tenho um medo horrível de palhaços, não consigo realmente pensar muito nisso porque fico toda arrepiada. Imaginem realmente como eu me senti quando fui ver o IT, é realmente um dos filmes que mais me deu arrepios por causa daquele palhaço: é mesmo muito arrepiante e que me deixa mesmo muito nervosa. Um dos meus medos acaba por ser de desiludir os meus pais, especialmente porque sei as complicações que têm tido e que é complicado e parece que cada falhanço acaba por ser uma desilusão, mesmo sabendo que eles não pensam assim. Acho que é uma grande desilusão e pronto acabo um bocado por ir abaixo.

3. Como surgiu o nome do teu blog? 

Sinceramente? Bem, antes o nome do blog não se chamava Attention. Ele chama-se Novo Dia e eu sinceramente não gostava do nome, não gostava mesmo, tanto que ao longo dos tempos pensei realmente que raio de nome eu vou dar ao blog? Porque eu realmente não estava satisfeita com o nome. Uma das vezes estava a ouvir uma das músicas dos Tokio Hotel: a Attention e estava realmente a prestar atenção à letra: 

Attention.png

Basicamente gostei especialmente do início de que falar com alguém, de conhecer, mostrar. Acho que um dos pontos de eu querer criar um blog foi como um diário de forma a ter uma atenção, de forma por assim de dizer que eu tinha a minha atenção virada para mim própria e de certa forma conhecer pessoas que realmente pudessem partilhar os mesmos pensamentos que eu. Foi daí que eu acabei por mudar o nome para Attention. A melhor decisão, sem dúvida. 

4. Qual foi a melhor coisa que teres um blog te trouxe? E a menos boa?

A melhor coisa foi sem dúvida ter conhecido pessoas fantásticas ao longo dos anos que aqui ando. Acho que é fantástico o poder que as palavras têm de juntar ainda mais as pessoas que têm algo em comum. Desta forma, acho que conhecer uma mão cheia de pessoas aqui do blogs foram realmente muito bons.

Uma das coisas menos boas que o blog trouxe foi um pouco a pressão de posts diários. É quase como uma obrigação quando se começa a ter leitores e etc e pode ser que acabe por funcionar em termos de que acabe por realmente manter a autenticidade e outras vezes não. Ainda ando a aprender, mas um dos pontos que eu mais tento não sentir é essa obrigação de vir cá todos os dias ou obrigação de postar todos os dias. Querer vir é realmente importante e portanto quero continuar a basear-me nesse ponto, mas é complicado.

5. Se pudesses voltar atrás no tempo e mudar uma coisa, o que mudarias?

Acho que não mudaria nada, porque face a isso acabei por quem eu sou neste momento. Todos os acontecimentos da minha vida foram realmente os pontos que acabaram por definir a minha própria identidade. Graças a isso acho que não mudaria nada na minha vida, acho que se mudasse nem que fosse não conhecer uma pessoa, acabaria por não ser a pessoa que sou hoje. Por exemplo até ler um livro numa época diferente poderia realmente ter mudado a pessoa que sou hoje, portanto, acho que não mudaria mesmo nada. Para voltar atrás no tempo acho que eu acabaria por o fazer apenas para reviver memórias e assim.

6. Qual foi a coisa que mais te arrependes de ter feito?

Ter espetado um lápis na mão da Pipa porque tinha ciúmes que ela fosse brincar com outras pessoas quando nós as duas andávamos no 1º Ciclo. Fui estúpida e egoísta e independentemente do tempo que passe ainda sinto muitos remorsos por ter feito o que fiz. Foi horrível e peço mesmo muitas desculpas pela minha atitude. Simplesmente não a queria ver brincar com outras pessoas que não eu. Tinha 6 anos e a Pipa era a pessoa que eu mais conhecia dentro da escola, vê-la a querer brincar com outras pessoas deixou-me cega de ciúmes. Desculpa.

7. Se alguém fizesse um filme sobre ti, como seria (história, alguma personagem, título, género...)

Ui, adoro essa pergunta! Acho que seria um filme que eu queria que tivesse personagens bastante reais que as pessoas realmente pudessem sentir que podiam ser elas. Acho que a história seria feita a partir do ponto de vista de uma jovem adolescente que tinha acabado de entrar no secundário e que por acaso os amigos tinham ido para outra turma e que dessa forma ela apenas tinha as pessoas com quem se dava na sua nova turma. Acho que acabaria por ser um amor de secundário, mas que as coisas apenas acabariam por ser feitas quando os dois acabassem por estar tipo já a trabalhar, depois da faculdade e etc. Ela que acaba por se transformar numa editora de livros e ele num professor de economia, ou coisa assim parecida. Título... não sei sinceramente, acho que surgiria com o tempo quando as coisas realmente já estivessem com andamentos. Género, acho que acabaria por ser um romance, mas acho que não seria tanto para a comédia, seria um romance, romance e especialmente com um toque de drama.

8. Se só pudesses comer três coisas para o resto da tua vida, o que escolherias?

Uma das coisas que eu acho que escolheria poder comer era sushi. Sou um bocado obcecada por sushi, mas acabo por não comer tanto como eu gostava, especialmente porque normalmente ele é bastante caro e eu acabo por não conseguir estar sempre a comer. Normalmente aproveito buffets, porque acaba por ser mais fácil para mim de comer, o único problema é que acaba por ser quase uma monstruosidade comer tanto apenas porque é buffet, é quase comer até rebentar!

Das outras coisas que acho que poderia comer realmente para o resto da minha vida era caril de amendoim. Não se conhecem, mas é realmente muito bom. A minha mãe e a minha avó fazem um de cair e chorar por mais e eu sinceramente como aquilo de qualquer forma. No pão, frio, quente, com carne, sem carne, com caranguejo, sem caranguejo, com couve, sem couve. É algo que eu simplesmente não consigo entender! Eu adoro! É simplesmente fantástico! 

Acho que uma das outras coisas que eu poderia comer até ao fim da minha vida era mesmo chamuças. Again a minha mãe e a minha avó fazem umas chamuças tão boas que eu realmente não consigo entender como é que é tão bom! É simplesmente fantástico! Adoro o sabor, adoro tudo! Normalmente apenas como as de carne ou de frango, mas depois acabo também por comer as de camarão, mas não são de todo as minhas favoritas. As de carne e as de frango, bem que comia a toda a hora! Sem dúvida que comia até ao fim da minha vida!

9. O que serias capaz de fazer para ajudar um amigo que estivesse metido nalgum problema mesmo complicado?

Depende muito do problema mesmo complicado, mas acho que seria capaz de muita coisa, mesmo coisas que o meu amigo pudesse realmente não gostar, mas se fosse a melhor opção para ele conseguir sair desse problema, então faria coisas que ele poderia não gostar, para que tudo acabasse bem. Também poderia ser algo complico em termos de perigo e nessa forma acho que acabaria realmente por fazer de tudo, mas de forma também a que não o prejudicasse e de forma a que eu própria não acabasse metida nessa mesma confusão. Acho que também fazia de tudo para conseguir realmente estar ao lado dele para que ele pudesse ter alguém de confiança no meio de uma fase tão complicada da sua vida, para que ele também entenda que isolar-se não é propriamente a melhor solução para estes problemas, porque nessas alturas de isolamento é quando eles precisam realmente de entender que têm alguém do seu lado para o melhor e para o pior.

10. Como descreverias o teu par ideal?

É uma pergunta um bocado complicada, porque de certa forma não se queres que eu te responda em termos físicos, psicológicos ou os dois. Portanto, acho que vou responder aos dois. Acho que ele tem de ter uma boa presença, de forma a contrabalançar um pouco a minha timidez. Depois acho que um dos outros pontos é que gosto de rapazes altos e portanto ele teria de ser alto e acho que seria moreno, poderia ser loiro, mas não um loiro loiro, é mais um loiro acastanhado, se é que me faço entender. Tem de ter barba, porque adoro homens de barba. Tem de ser generoso e tem de ser uma pessoa que realmente se saiba colocar em primeiro lugar, mas que também saiba colocar a vida das outras pessoas à frente da sua. Tem de ser leal e acho que tem de ser um grande amigo, sem amizade acho que o par ideal acaba por morrer. De resto, acho que ele tem de ser mimoso e romântico e tem de se preocupar e tem de humor. Acho que tem de ser uma pessoa que me incentive a fazer mais e que acabe por puxar um pouco a minha autoestima. Uma das outras coisas é que eu acho que é importante para o meu par ideal é que ele saiba exatamente que me tem ao seu lado e que dessa forma ele não precisa de tomar as decisões sozinho, que me tem ao seu lado para o poder ajudar. Não sei se respondi à pergunta na integra, mas aqui está.

11. Se só pudesses, durante um ano, ouvir 5 músicas, quais seriam?

Okay, ainda bem que pelo menos não é apenas uma música, porque assim não tenho de fazer batota! Então, acho que se tivesse de ouvir apenas cinco músicas durante um ano, acho que seriam aquelas que eu sei que nunca me iria fartar de as ouvir. E portanto: Monsoon dos Tokio Hotel, desde 2007 que a ando a ouvir e nunca me cansei dela; acho que a Love Who Loves you Back dos Tokio Hotel, acho que é uma das músicas que eu mais gosto especialmente desta nova temporada dos Tokio Hotel após a pausa que tinham feito desde 2011. Acho que depois poderia ser We Will Rock You dos Queen, porque é uma das músicas que eu mais gosto deles, acho que foi uma das primeiras músicas que eu ouvi delas. A Up in the Air dos Thirty Seconds to Mars, gosto mesmo muito dessa música e acho que sempre a identifiquei comigo.A Supermassive Black Hole dos Muse acho que é uma das músicas que eu gosto muito e acho que nunca me cansei de a ouvir. Se bem que eu agora acabo sempre por a associar ao Twilight.

 

Passo a nomear então:

Pipa / Anna SaraJulesSachaMinha Nes (acho que vou aldrabar e deixar apenas estas 6 meninas, sintam-se nomeadas quem quiser fazer o desafio)

 

As minhas perguntas:

1. Pensa no livro que menos gostaste de ler. Como o mudarias para que ele ficasse o teu agrado? Conta a história.

2. De todos os jogos que tinhas quando eras pequena/o qual é o jogo que mais adoraste e que ainda jogas? Pode ser jogos de tabuleiro ou consola, etc.

3. Já experimentaste vários perfumes? Qual deles é que te faz lembrar a infância? O que usas atualmente faz-te pensar mais numa fase mais adulta?

4. De todos os visuais que já tiveste no blog qual foi aquele que mais gostaste de ter?

5. Quais foram os ténis que mais gostas ou que mais gostaste de usar?

6. És uma apresentadora televisiva, que tipo de programa farias e quem é que tentarias convidar para o teu programa?

7. O que o é que almoçaste ontem? Era isso que querias comer?

8. Gostavas de ser uma escritora fantasma? Ou uma escritora com os próprios créditos?

9. Qual foi o primeiro filme da disney que viste? Conta a experiência.

10. Gostas mais de escrever com azul ou preta? Porquê?

11. És uma cozinheira profissional, qual era a receita que tu farias para dar ao teu ídolo?

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.